• Rodrigo Lancia

Será que tanta tristeza é normal?



Toca o despertador por volta das 7:00 da manhã, você só abre os olhos (por quê não dormiu a noite toda), aquela sensação que um caminhão passou em cima de você. Levanta da cama sem vontade e vai se arrumar e tomar o café da manhã.


Está a caminho do trabalho pensando em todos os problemas que você vai ter que resolver, reuniões a tarde toda e fica se perguntando: "como é que eu vou fazer isso tudo? Eu só quero ficar deitado na cama".

Durante o trabalho você fica no automático e do nada, desaba de chorar... pega suas coisas e vai embora para sua casa, volta para sua cama esperando a tristeza passar e o remédio fazer efeito....


Cara, como é difícil ver as pessoas passarem por isso. A tristeza profunda que você não consegue ajudar.


Não é de hoje que a gente ouve falar sobre o "mal do século". Cada vez mais a gente lê, vê reportagem e até mesmo olhamos para o lado e vemos gente com depressão.


As vezes não vemos pessoas com a depressão diagnosticada, mas vemos pessoas que pararam de tentar, estão tristes, no automático (levanta sem vontade, trabalha sem vontade, come sem vontade) e ainda, no final do dia, vem a grande companheira da noite... a insônia.


Mas afinal, por quê estamos tão tristes?

O que está acontecendo que as pessoas perderam a vontade?


Nós desde pequenos fomos orientados, seja pelos nossos pais, seja na escola, nossos amigos a omitir o que estamos sentindo. Somos obrigados a ser fortes mas não de uma forma inteligente e sim, dizendo "foda-se"para problemas sérios, escondendo nossa tristeza, engolindo sapos no trabalho e tentando permanecer fortes diante das coisas.


"Meninos não choram", "meninas são sentimentais demais" e outras frases prontas nos fazem ignorar coisas que deveríamos aprender desde pequenos, como a inteligência emocional, como o auto conhecimento e principalmente a conexão com seu eu interior.


Crescemos de uma forma errada, aprendemos a nos relacionar com as pessoas de uma forma errada, buscando que o outro nos complete. Buscando que o amigo tape o buraco que existe em mim, procurando no relacionamento amoroso que o outro "me complete"e cada vez mais nos distanciamos de nós mesmos.


Numa sociedade que quase nunca nos sentimos pertencentes, somos obrigados a cumprir uma jornada de 9 a 10 horas de trabalho que muitas vezes não gostamos mas precisamos do dinheiro, precisamos pagar nossas contas...


Neste momento do texto, eu gostaria que você parasse um pouco e desse uma respiração bem profunda, se sentir vontade, respire fundo mais algumas vezes.


Isso que você precisa, de um fôlego.


Por mais que tudo pareça estar muito errado, na verdade não está. Você está dando o seu melhor e o que consegue até agora. As coisas hoje estão como precisam estar.


Você veio se afastando do seu Eu interior por muitos anos e precisa fazer o reencontro. Precisa reencontrar sua essência e se guiar pelo maravilhoso caminho do auto conhecimento.


O primeiro passo para sua liberdade é saber onde você está agora e como você está agora. Assumir que não está bem, mas que vai melhorar. Respirar profundamente te traz para o presente, para o agora, que é onde você consegue fazer algo.


Se reconectar com suas vontades, buscar conhecimento de como lidar com os problemas, procurar ajuda. O principal é a conexão com algo mais forte. Você precisa deixar seu espírito beber água da fonte. Conectar com a energia infinita do Universo e se permitir sentir.


Não tem problema você estar doente. A doença também tem uma missão com você, ela te traz um aprendizado profundo e te dá a oportunidade da mudança. Ela faz você encarar a vida com outros olhos e recomeçar.


Chegar no fundo do poço não é algo ruim, é onde podemos bater o pé no chão e subir novamente. Temos preconceito em estar doentes, em parecer fraco, mas o forte é aquele que se encara do jeito que está e muda, pede ajuda.


O auto conhecimento e a aceitação vai te trilhar por novos caminhos e te fazer transformar. Você se transformando, seus problemas com o marido, com a esposa, com o trabalho, vão se transformar junto com você. Confie!


Aceite a esperança e o amor, você é importante e vale muito.


Desejo do fundo do meu coração que você tenha força para se transformar e transformar sua vida através da conexão com o Universo e auto conhecimento.


Que sua vida seja paz e luz.

Gratidão por estar aqui comigo.


Assim seja.

Assim é.




244 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Solidão